Em tempos no qual ficar em casa se tornou necessário, ter mais espaço é um item de luxo!

todas as categorias

Buscando mais qualidade de vida muitas famílias estão deixando os centros movimentados da cidade.

Trocar um apartamento apertado em uma rua movimentada, por uma casa com espaço, quintal e muita oportunidade de diversão pode ser uma ótima escolha.

Hoje em dia as áreas menos centrais das cidades estão tão estruturadas quanto os centros. Suprindo todas as necessidades necessárias, como supermercados, farmácias e comércios em geral. Além disso podemos citar grandes escolas que já perceberam essa mudança e começaram a se estruturar em bairros mais distantes.

Muitas famílias mudaram suas rotinas no ultimo ano. Passando mais tempo em casa e realizando todos os compromissos no mesmo local, com isso surgiu a necessidade de mais espaço e definição de cômodos. Por isso casas maiores e em locais mais tranquilos estão entre as principais escolhas hoje em dia.

E você, o que prefere? Qual seria a casa ideal para sua família hoje?

Quais os melhores tipos de financiamento?

Vai financiar o imóvel? Escolha a melhor modalidade, e a que faz mais sentido na sua realidade.

– Sistema price:
A modalidade mais comum utilizada. Aqui as prestações são fixas, os juros decrescentes e as amortizações crescentes. Ou seja, não possui variação nas parcelas e o juros vão diminuindo com o tempo.

– SAC:
Nessa modalidade existe uma variação de juros, o que faz com que, naturalmente, as prestações diminuam ao longo do financiamento. Aqui você começa pagando parcelas maiores e no fim estará pagando menos.

– Sacre:
Nesse modelo as prestações sobem durante um determinado intervalo de tempo até chegarem a um ponto, a partir do qual vão diminuindo. Ou seja, aqui existe um aumento no começo, sendo variável com o juros e depois disso as parcelas diminuem.

Ainda existem outras opções de financiamento, mas as mais comuns são essas. O que precisa ser levado em consideração é o juros, que pode deixar financiamento muito maior ou não. Esteja atento!

Como a covid-19 impulsiona o mercado imobiliário para o futuro

todas as categorias


A pandemia do novo coronavírus tem provocado muitas mudanças nos lares e impulsionado o setor imobiliário em direção ao futuro. Nesse sentido, diversas soluções tecnológicas têm sido lançadas internacionalmente para garantir a segurança e o conforto dos moradores. É interessante conhecer para fazer um parâmetro. O Jornal The New York Times selecionou alguns produtos e ideias que atuam nesse sentido e prometem permanecer mesmo no pós-covid-19. Leia Mais…

Imóveis compactos: novo foco do mercado imobiliário

todas as categorias


No atual cenário do mercado imobiliário os imóveis compactos são tendência, principalmente nas grandes cidades, graças à sua localização e praticidade, além, é claro, do novo perfil de consumidor de imóveis. Esse tipo de empreendimento é planejado pensando em pessoas que buscam conforto e praticidade, sem a exigência de espaços muito amplos. Leia Mais…

Especialistas apontam três tendências para a moradia do futuro

todas as categorias

Lançado no início de setembro, o projeto “Moradia no Mundo Pós-Pandemia” — uma espécie de think tank da habitação — reuniu especialistas no Brasil e dos Estados Unidos, como Gesner Oliveira, doutor em economia e professor da Fundação Getulio Vargas; Pedro Rivera e Shawn Amsler, professores da Columbia University; Ben Ross Schneider, professor do MIT; e Alexandre Frankel, CEO da Housi. O objetivo do encontro foi debater tendências de habitação que deverão ser antecipadas por causa da pandemia. Confira: Leia Mais…

12 milhões de famílias pretendem comprar imóvel nos próximos dois anos

todas as categorias


Segundo estudo realizado pela Datastore (empresa especializada em pesquisas de demanda para o setor imobiliário), em setembro, 12.080.575 famílias declararam interesse em adquirir imóveis nos próximos 24 meses. Isso equivale a 23,9% do grupo que participou do estudo, índice próximo ao da pré-pandemia que apontava, no primeiro trimestre do ano, intenção de compra de imóvel por 25% das famílias brasileiras. Leia Mais…